19 de julho de 2011

Três meses

Claro que nos sobra amor, mas a gente tem hora que não sabe bem como usar, daí pode ser que machuque um pouco. Mas depois... Logo sara. Nada é para sempre, a não ser essa sensação de eternidade que só ao seu lado eu sinto. Pode ser. Como também pode não ser. Vivemos a realidade de nosso amor. Somos seres humanos que compreendeu que nossa história juntas é nossa história, independente de como estão nos assistindo. O que importa é só o que cada um é para o outro. Preto. Três meses. Sabe o que é isso? Que mesmo entre "tapas e beijos" a gente se completa e no pouco a gente vai dividindo o mesmo ar, o mesmo chão e a mesma sensação de felicidade. Não sei se tudo o que faço é corriqueiro a quem está de fato apaixonado, mas me esforço. Quero que receba de mim, somente as coisas boas, mesmo quando as ruins tentam aparecer. Não nos iludimos com o perfeito. Sabemos que existem espinhos, mas cabe somente a nós dois colher esses espinhos e lança-los, depois de algum tempo para longe. Faz parte. Para que a coisa seja bela como acredito que seja, são necessários as coisas negativas. Só as coisas ruins são capazes de atrair as coisas positivas. Nosso amor é assim: atraí com tudo as coisas mais maravilhosas desse mundo. Te amo, eternamente! Te amo. Para sempre meu Alêh, meu preto!

3 comentários:

Cabeça Feminina disse...

parabenns pelo tempo juntoos!!!
desejo a amboos, mta felicidadee, mt amooor e q juntos consigam vencr tds os obstaculos q a vida impor!!!

grande beijo e otima semana.



http://cabecafeminina.blogspot.com/

Aline Diedrich disse...

Que lindos! Parabéns!

lollyoliver disse...

Parabéns pelo tempo juntos... Felicidades!
http://lollyoliver.wordpress.com/2011/09/04/novas-aquisicoes-esmaltes/