14 de dezembro de 2011

Preciso dizer que te amo


Precisava de muitas coisas para ser feliz. Eu precisava dos exageros, eu precisava tanto, que só quando eu fosse capaz de enxergar no nada, algumas razões para poder seguir em frente é que eu conseguiria simplesmente precisar de mim.

Socorro! Tantas vezes eu gritei e ninguém ouviu e me senti esquecido, desprotegido e não amado! Quantas vezes no meio da multidão eu fui de encontro e chegando, sentia que tudo era a mesma coisa, ninguém estava indo e nem vindo, todos estavam, apenas e aquilo era sempre um estado psicossomático de quem foi à guerra e perdeu a luta, a batalha. Gente que estava sempre pronto a entregar os pontos e perder a guerra, ou entregar ela, tornando-se mais um.

Daí fui sendo salvo aos poucos. Estenderam as mãos e agarrei e pude sentir que a vida é uma volta e meia e por ter o meio, mesmo trilhando os mesmos lugares, mesmo percorrendo os velhos solos, o meio está lá para não pararmos sempre nos mesmos pontos físicos e estratégicos da monotonia. Desse modo, fui, estou indo, quem sabe um dia eu volte ou não, venha, quer ir? Então vamos, me dá as mãos, vamos juntos. Não quer? Fique se é o que prefere, pois estou indo, sem data para voltar. Já fui. Goodbye!

Cansei-me dos velhos hábitos, mesmo sendo as velhas condutas ainda impregnadas em minha humanidade. Os vícios são coisas pequenas que um dia colocaria ao abandono. Assim como as pessoas que passaram, já foram. Era necessário deixar, para que pudessem ser socorridas também. Sabe? O socorro nesse momento da vida é encontrar o seu lugar no espaço e eu estava indo descobrir o meu. Entre o bem e o mal, fiquei com a coerência e escolhi viver a minha vida em plenitude. Colocar intensidade aos meus dias, mesmo que sempre tão iguais. Fiz aquilo de olhar no espelho e começar a me reconhecer, quando abandonei as vestes que tinham colocado sobre mim, desse modo, passei a dizer que me amava, quando na verdade, eu precisava mesmo saber que tinha esse amor em mim, guardado, escondido...

5 comentários:

Maíra Cintra disse...

ótimo texto, mas me fez lembrar de não dizer eu te amo, mesmo porque acabei de sair de uma relação de quase 5 anos! Lindissimo texto. Parabéns

André Narciso disse...

Dizer eu te amo hoje em dia,é bem complicado. As pessoas não olham mais para o Amor,são rápidas e não tiram um tempo pra sequer dizer um Eu te amo.

reinaldo del trejo disse...

É foda que muitas pessoas dizem eu te amo por qualquer coisa, e essa banalização é tensa, acho que temos que falar eu te amo quando for realmente necessário...

Belo Post....

Visite meu blog:

http://reinaldodeltrejo.blogspot.com/

Abraço

Cuchila Blog disse...

é dificil dizer q te amo ne ainda mais se vc nao tem certeza se apessoa te ama!

Ana Caroline disse...

vc tem que saber pra quem dizer eu te amo, é uma coisa muito dificil por que vc deve ter certeza para não sofrer depois. No meu caso eu preferi ouvir eu te amo primeiro, pra responder eu tbm. Só assim tive certeza de que o que eu estava fazendo era o certo.

Adorei seu blog, me visite sigo todos que me segue! http://anavidadeestilista.blogspot.com/