23 de setembro de 2011

O tom de nossa pele

"Lembrei-me daquele que um dia eu quis mais que um simples amigo. Era o desejo do meu corpo ou simplesmente o desejo de desvendar muito mais que os poucos mistérios que nos separavam e nos tornava cada dia mais ligado. Queria sentir o gosto da boca que tinha. Desejava o toque. Ficava imaginando o nosso corpo se encontrando. E de baixo de uma chuva rala, propuz a ele que satisfazesse a minha fantasia. Percebi em suas palavras que sim, mas suas atitudes diziam que não. Era o medo, ou simplesmente a vontade de que fosse mais que aquilo. Precisava ver se o tom de nosso pele quase igual combianava. Se combinava também a vontade e então a nossa alma... Alma. A mesma fez-se objeção e separou-nos. Ditou a regra que não, mas quem mandava na minha era eu e na dele era ele e então, as escondidas, sentenciamos as nossas cabeças e finalmente nos amamos, de tal modo que foi bom. Gostei e ele gostou. Repetimos a dose. Triplicamos as sensações. Somos amigos quando é de ser amigo, mas amantes quando a alma precisa simplesmente se perder e ir parar num inferno qualquer..."

Kleberson M.

5 comentários:

Guilherme de Carli disse...

Que texto lindo, não conhecia esse autor! Muito bom mesmo, a historia e a forma que foi escrita!

Rock in Culture disse...

Inteligente forma de discusão sobre este tema tão polemico gostei do estilo mas não posso me manifestar sobre o asunto

Blog disse...

Gostei desse texto, vou ler os próximos e tirar uma conclusão... ;)

gcavalcanti disse...

Acho que eu precisa ler isso hoje: "Somos amigos quando é de ser amigo, mas amantes quando a alma precisa simplesmente se perder e ir parar num inferno qualquer..."

Realmente me ajudou a pensar diferente sobre um problema meu.

Belo texto. (:

lollyoliver disse...

Nossa, que texto lindo garoto. Realmente quando as pessoas, inclusive eu, dizem que tu tem talento com as palavras ou sabe usar cada uma no momento certo, não estão brincando. Eu achei que a frase que diz ''somos amigos quando é de ser amigo mas amantes quando a alma precisa simplesmente se perder e ir parar num inferno qualquer...'' muito verdadeira, e acho que é isso que eu sinto/compartilho com alguém, portanto amei o texto, e muito!
http://lollyoliver.wordpress.com/