13 de outubro de 2011

Baile de máscaras

Dia um pouco branco com tom cinza e atrás de mim havia uma janela aberta. As coisas estavam escancaradas mesmo e pensei em possibilidades. Comecei a ouvir Katy Perry e repetidas vezes foi que a música que tocou foi Teenage Dream - Sonho de Adolescente. Comecei a pensar e pensar até que cheguei à conclusão que muitos que fazem parte do meu ciclo de amigos vivem em constante baile de máscaras. Que muitos que eu vejo passar por mim, estão se escondendo atrás de fantasias e que eu mesmo tenho brincado incessantemente de baile de carnaval a moda antiga.

A parte mais interessante a meu ver da música é a primeira frase que diz você me acha bonita sem maquiagem. Olha que maravilha. É uma certeza que poucos conseguem acreditar e ver. Precisamos nos enfeitar demais para que as imperfeições do tempo sejam notadas. Claro que uma corzinha aqui e outra ali não faz mal a ninguém, mas viver em função de esconder os sinais naturais de nós mesmo é uma fantasia que só retarda quem realmente somos. O mundo de aparência é um engano que uma hora ou outra tudo se é desmascarado. E nessas horas, é bom não ser famoso e conhecido como a “pessoa mais linda do mundo” e sim por ser a “pessoa mais humana do mundo”.

Tablóides e paparazzis estão sempre em busca de uma novidade das altas celebridades e num momento acabam descobrindo as rugas escondidas, as marcas mascaradas e toda nossa mentira, é tornada fardo. Meninas não assumem as cicatrizes de quem viveu e rapazes se escondem dos sinais de expressões que o tempo lhe rende. Minha geração está se acostumando por uma vida de photoshop e o onde será que irão se esconder as futuras gerações, já que tudo está em constante evolução. Sou a favor de maquiagem para quando se tem que usar: depois de uma noite sofrida é uma ótima pedida. Ou por uma acne indesejada para quando a gente tinha que estar lindos para derrubar nossos inimigos, mas que nunca em hipótese alguma isso fosse uma maneira de esconderijo eterno. Estamos criando um mundo cheio de pessoas com caras e corpos de bonecas quando na vida real eram para se ter rosto e postura de seres humanos convictos que o tempo passa e nada se mantém em pé para sempre. Cabelos brancos vão aparecer, alguns peitos femininos vão cair. O que dizer das rugas? Uma praga que faz de nosso rosto intacto um holocausto.

Posso estar equivocado, mas em minha opinião a vida devia ser assim: longe de bailes de máscaras. Pouca maquiagem e mais seres humanos convictos que o tempo nos suaviza as expressões. Dá sentido ao que somos e nos torna histórias reais. Não somos novela e nem seriado de televisão. Somos música velha e poesia arranhada. Uma crônica do mundo, eu diria. Somos mais que as aparências podem demonstrar, mas nos transformamos naquilo que nós mesmos pintamos. E como já ouvi por aí, na literatura da escritora Fernanda Mello, adeus sonhos de adolescentes, aprendi que tive que crescer e tudo que fui apenas será somado no meu livro de vida. E regressando a Katy Perry, encerrar um ciclo é compreender que a coisa ficou pesada, você me trouxe a vida. E o tempo nos trouxe metáforas de sabedoria e elegância naturalmente humana.

16 comentários:

Karla Hack dos Santos disse...

Acho até legal a música... Achei bem interessante a sua análise em cima dela.. entendo o peso desta fase!

Sucesso!

;D

diogo disse...

concordo com essa corrente de pensamento expressa, devemos nos importar em como podemos contrinuir para o mundo e nao com as máscaras

Wanessa Carvalho :) disse...

muitooo interessante :]

http://www.wanessacarvalhoem.blogspot.com/

Fabricio bezerra da guia disse...

Eu sou fã da Katy Perry,mesmo detestando as músicas dela.Que bom que você tirou algo de positivo :)

Ri disse...

Adorei mais uma vez o seu post... você escreve maravilhosamente bem! :)

*May Lopes disse...

Achei o clipe mega estranho.Mas gostei do texto!
Beeijos!

Filipe Dias disse...

Não conheço a musica.

mas é legal quando se aprofunda em uma interpretação e se tem uma descoberta com uma. Já estava com você, a música só fez despertar

José M disse...

Show de bola seus posts! Seu blog tb tá muito legal!
Já estou te seguindo, se quiseres faz o mesmo.
Abraço

www.bilubidu.blogspot.com

Nina Boom disse...

Um dias as máscaras caem e a maquiagem perde o efeito... Gostei da crônica!

MARCO disse...

a katy perry é gostosa, mas músicalmente não dá, e o texto ficou legal

http://rocknrollpost.blogspot.com/

Maíra Cintra disse...

Muito bom seu texto!
Gostei muito
Voltarei outras vezes!
Beijo
mairacintra.blogspot.com

Jéssica Souza Santos disse...

Amei o post! Estou te seguindo, me segue? [b]Minhas Autorias
http://jessyautorias.blogspot.com/

www.Mundodse.com disse...

Postagem muito interessante, realmente existem muitas pessoas que vivem se escondendo atrás de fantasias... Mas bom é que sempre chega a hora de evoluir e e dar um passo pra frente, deixando muita coisa para trás... Caminhando em direção ao futuro com uma visão mais clara das coisas.

Renan Leal disse...

cool... kt perry rocks!!

Bruna Fontes disse...

haha adorei o post, mto bom! parabéns

http://doucea-mere.blogspot.com/

Anex Santis disse...

cacetada fera, vc conseguiu expressar pontos que eu mesmo não tinha parado pra pensar parabens fera.

Blog de Quadrinhos e tiras
http://www.desagrupador.com.br