13 de julho de 2012

Não mintas a saudade

Não mintas
A saudade
Pintada
Entre seus dentes

Não me venhas
Com seu mocismo
Nem convicções
Decadentes

Saudade hipócrita
De vezes inútil
De pregressos
Instintos

Afasta-te, ó caos
Ó seres dessa terra
Do covil
E das máscaras.

Kleberson Marcondes

Nenhum comentário: