3 de agosto de 2012

Amor é outra coisa

Diz que ama
Mas da boca pra fora
Não é capaz
De mover-se do orgulho
E a todo momento
Se afasta
Ludibriando-se
Com os tontos
Que nos faz separação
Não é amor
Pois não sabe
De nada
Não compreende
Que amor é outra coisa
São outros atos
Outras cenas
Coisas diferentes
De um eu
Super a fim de ti
E de tuas coisas
De suas drogas
E um você
Super aí pra mim
E minhas coisas
Com minhas drogas.

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Imensa é a doação cega por um amor que assumimos.
[ ] Célia.