28 de novembro de 2011

Quem cola?


De todas as coisas da vida, melhor é aquela que a gente mesmo improvisa. Nada de peculiaridades alheias podem fazer parte de nossos retalhos, por isso, viver na aba dos outros é a mesma coisa de nunca ter existido.

Quem foi o humano que nunca em algum momento da vida esperou que o outro fizesse alguma coisa, para depois fazer o mesmo? Se aquele ditado ainda é usado, não sei, mas uma coisa é certa: quem não cola, sai da escola.

Pode até demorar mais que o normal, mas preferir tardar alguma coisa é sinal que a humanidade está sendo exercitada. Perceba bem, um exemplo pratico: podemos passar a vida toda esperando as respostas dos outros, mas chega o momento que a cola não é mais proporcional, nós damos as respostas conforme o que vivemos.

Estamos num palco chamado Terra. E nesse teatro só brilha quem se arrisca ser quem se é de fato. Tudo bem se até alcançarmos os acertos, venhamos cometer vários erros. Volto a repetir que isso é fundamental do nosso ser todo humano.

Tudo tem o seu momento. Até mesmo para colar. É gostosa essa aventura, pois a descoberta nos faz ser ágeis para que não venhamos ser desmascarados e tirar nota zero, mas na vida, colar simplesmente atesta que ainda não estamos preparados; que temos medo de falhar e que jamais conseguiremos reconhecer uma conquista, já que a vitória é do outro e não nossa.

Podemos com toda certeza no mundo dar um Ctrl C e em seguida Ctrl V naquilo que permitimos viver de verdade, mas viver em função disso não é legal, é uma conquista falha. Sou mais os rascunhos até chegar ao acerto e se não houver, virar a página e começar novamente ou coisas novas. Podemos e não devemos. Quem cola até saí da escola, mas não aprende nada!


"Sou pior no que faço de melhor. E por este presente eu me sinto abençoado." Kurt Cobain

11 comentários:

OGROLÂNDIA disse...

vale lembrar que a cola de outra pessoa sem autorização é roubo, ou plágio.
além disso, a cola é a prova de que nossa capacidade não foi suficiente para fazer alguma coisa.
pra fechar...a citação de Smells Like Teen Spirit, do Nirvana, foi sensacional. Vou escutá-la.

paradigmas universal disse...

nascer original e morrer copia alguém já me disse isso ...rs abraço

Valéria Rodrigues disse...

é verdade.. ou voce esta no palco ou na plateia, de preferencia eu quero estar sempre no palco . rs amei seu post

http://valeriarodrigues1.blogspot.com

hrdoblush disse...

adoorei

JannA disse...

Ter personalidade, atitude, requer, acima de tudo coragem...

subir no palco e apresentar seu espetáculo nos deixa a mercê de críticas, mas tb de cópias, assim fazem conosco, assim fazemos com outros...

isso é fato!

bjo bjo bjo
http://paradoxoali.blogspot.com/

Samira Machado disse...

Adorei :)

http://thebookofmydreams.blogspot.com/

@Tomajeitorapaz disse...

Gostei da frase do Kurt no final o/ o/

Eumar Lima disse...

Que bacana, eu gostei muito!

Anônimo disse...

quem cola sai da escola com mta deficiência, essa é a verdade, assim como vc disse no texto, mais vale os rascunhos de uma originalidade do que a obra perfeita copiada dos outros.


http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
sigo quem me segue e retribuo comentários

Maíra Cintra disse...

Falou tudo. O importante é fazer pra gente e não para os outros, mentir pra si mesmo é a pior das mentiras

reinaldo del trejo disse...

Muito bom, tem pessoas que preferem viver uma outra vida do que ser ela mesmo, é como se essa pessoa nunca tivesse realmente existido, pois essa pessoa é apenas sugestionável...

Visita meu blog??


http://reinaldodeltrejo.blogspot.com/