1 de dezembro de 2011

Libido sadomasoquista

 




















Diante da arte talhada com os próprios punhos, recebemos com grande satisfação a oportunidade de juntar nossas miudezas. Pedaços que deixamos cair ao longo de vários invernos e que sensacionalmente notamos que não passou de um grande mal entendido. O fato a se questionar é o quanto fizemos nos últimos tempos para nos superar e o quanto acostumamos com o que nos foi oferecido. Claro, somos tão carentes que muitas vezes aceitamos receber porcarias em troca de algum "agrado" sentimental. Nos acostumamos com as coisinhas alheias, que em sã consciência jamais teríamos barganhado em troca de migalhas, de restos...

Dependendo da situação, se torna desconfortante, e penso que deve ser assim, a dor ao qual nos encaminhamos passo-a-passo para a superação do homem comum e estagnado em que nos tornamos. Não somos objetos, menos ainda escombros capazes de armazenar entulhos. Acredito no valor que temos, mas não num valor de liquidação em que todos colocam as mãos, experimentam e deixam para trás. Temos que saber o quão refinado deve ser nossas escolhas. Não se dar em quantidade, pois o outro não é capaz de armazenar tanta diferença consigo. Cada um tem que levar o seu valor, os retalhos são particulares. Enfim, estamos em construção. Isso tudo pode demorar, pode ser doloroso... Somos atingido muitas vezes em nossos alicerces para nos tornarmos fortes, e parece que com isso a gente já aprendeu a viver, mas a didática que nos faltou, é aquela que nos faz desmoronar: a queda do nosso singular teto de vidro.

6 comentários:

Pamela Kenne disse...

Gostei do texto e, mais ainda, das fotos.
Nós seremos atingidos de várias maneiras durante a vida, mas precisamos entender que faz parte de nosso crescimento. Temos de nos valorizar; saber que somos especiais e não nos entregar tão facilmente.

blog@dos humoristic disse...

Muito bom :)
http://blogadosaki.blogspot.com

Lilly disse...

Gostei do texto. Chegou a hora das pessoas entenderem que ser diferente é normal. Além disso, ser gay também é normal.
Vamos abrir nossas mentes!

Muito bom o seu blog!
http://iampurplepineapple.blogspot.com/

reinaldo del trejo disse...

Ser Diferente é normal, nao aceitar isso é idiotice...

Visita meu blog:

http://reinaldodeltrejo.blogspot.com/

Aline Diedrich disse...

Bonito texto. Reflexivo. Bem escrito, como sempre!

Blog UaiMeu! disse...

O amor... tema tão comum em nossos posts e compreensão de tudo que fazemos. Abraços Renata